Dois anos do Já Fomos – Aniversário do blog

Como pode passar tão rápido assim? Não acreditamos que já se passaram dois anos que demos o pontapé inicial no Já Fomos. Quem dera pudéssemos publicar mais vezes sobre cada detalhe das nossas aventuras pelo mundo afora, tempo sempre foi nosso inimigo mais cruel.

Nosso segundo aniversário - quanta felicidade!!! (Foto de Omer Wazir)

Nosso segundo aniversário – quanta felicidade!!! (Foto de Omer Wazir)

Ás vezes torna-se angustiante: ou escrevemos sobre o passado, ou planejamos a próxima viagem, isso mesmo! Conseguir equilibrar os afazeres diários profissionais, sociais e familiares e ainda arrumar tempo para planejar viagens maravilhosas e, de gruja, arrumar um tempinho para postar sobre nossas experiências tem sido nossa rotina nesses dois anos que se passaram. Dois anos do Já Fomos!!!

Ficamos felizes a cada comentário publicado neste blog, a cada elogio ou crítica, a cada vez que encontramos alguém pessoalmente que diz ter visitado nosso site e gostado muito. Ficamos mais ainda felizes quando nossas dicas são úteis. Como é estranho esse mundo digital! Conhecer pessoas que nunca vimos na vida e que estabeleceram laços de amizade ou carinho tem sido algo frequente para nós (muitas são aquelas que, se pudessem, estariam de malas prontas, assim como nós também gostariamos)…

Já Fomos - Visitantes do mundo todo...

Já Fomos – Visitantes do mundo todo…

Fica então registrado nosso carinho por todos vocês, queridos leitores, os conhecidos e aqueles que muitas vezes estão nos visitando com frequência mas no anonimato (sabemos que vocês existem e todos são o motivo que nos leva a querer sempre publicar mais e mais!)…

Não há como esconder a felicidade desses dois turistas nas terras da rainha, pausa para foto na primeira das milhares de cabines telefônicas...

Profissão turista – um dia chegamos lá

Parabéns, então, para todos nós! E para comemorar, fizemos uma sessão de entrevista um pouco diferente, nós nos entrevistamos! Não estamos ficando loucos não… Como essse blog é mantido por um casal de viajantes, fizemos um desafio de um entrevistar o outro e publicarmos no site tal como cada um respondeu – vale lembrar que as perguntas e respostas não foram combinadas, mas que saíram bem parecidas! Fazer o quê, né? C’est l’amour…

Entrevistando a My:

IMG_0481

A Myriam

  • Qual foi o destino que você mais gostou de visitar? E qual te decepcionou?
    Começarei pelo que mais me decepcionou: não sei se estava tão cansada após 15 dias na Itália, mas Amsterdã não foi muito especial. Além de perdermos por um dia o parque Keukenhoff, tive a sensação de que a cidade tão linda estava muito bagunçada, e isso me incomodou. Sem dúvida, a melhor cidade do mundo para mim é Paris, Paris e Paris!!! Minha vida pode ser resumida em pré e pós Paris, Seu clima, sua cultura, sua gastronomia, sua história, e todo o charme da cidade-luz, (ainda com a melhor companhia) me deslumbrou.
  • Qual o post que mais te agradou escrever?
    São tantos, mas “De repente 30: Cake Boss e Broadway” que conta minha comemoração de trinta anos foi muito especial para mim. Os trinta anos de uma mulher, ela nunca esquece, ainda mais se for em Nova York!!!
  • E a pior experiência, mico ou apuros que teve durante alguma viagem?
    Se perder do marido em um país estranho de língua estranha. Essa experiência eu tive duas vezes e não quero nunca mais sentir em toda minha vida… A primeira vez foi numa imensa Fnac na Champs-Elysées em Paris, meu marido saiu todo admirado e entretido com o local, querendo talvez ver tudo o que a megastore tinha e nos perdemos. O pânico foi se instalando e a loja estava fechando, quando vieram me pedindo para me retirar (eu acho, pelo menos era o que entendi pelos gestos)… Demorou até encontrá-lo e quando me vi estava chorando igual uma criança. Já a segunda vez foi quando descemos do avião internacional em Houston, eu fui por um corredor e ele por outro. Só que acabei saindo na frente e ele não percebeu… Andei bastante até quase chegar na imigração e ele estava ainda na porta do avião me esperando sair, quando a tripulação o avisou que não havia mais ninguém… Dessa vez não chorei mas com certeza puxei  a orelha dele… rsrs
  • Qual cidade/região ou país que mais te agradou quanto à culinária? E qual você não gostou tanto?
    A inigualável Itália ganha de todas. Quem vai à Itália nunca mais consegue comer macarrão, pizza e outros produtos tipicamente italianos que os supermercados brasileiros tentam te empurrar nas suas prateleiras. A comida de lá tem ingredientes insubstituíveis, a tradição e a paixão por uma bella pasta ou outros pratos! Quanto à culinária que mais me desagradou foi a da Argentina. Não me julguem, mas acredito que a experiência desagradável foi porque estava fazendo nossa primeira viagem internacional e o choque de desfrutar uma culinária diferente pela primeira vez é inesquecível.
  • Qual tipo de viagem que te agrada e qual tipo você fugiria?
    As que mais agradam são as viagens românticas e com fantasia. Já não me chame para um acampamento, trilha ou escalada, pois viagens de aventura não são minha praia.
Após um peixinho, um cafuné, pena que não dá para olhar para câmera, alguém estava com medo de perder os dedos.

Grandes experiências nesses últimos dois anos.

 

Entrevistando o Ma:

O Marcelo

  • Qual foi a melhor viagem de todas?
    Diante de tantas fica difícil escolher a melhor, mas eu diria Orlando, pois visitar a Disney foi  uma das viagens que mais nos divertimos e esquecemos do mundo.
  • De todos os hotéis que visitamos, quais foram os três melhores para você?
    Paris – Louvre Saint Anne – simples, mas um segundo lar!
    Nova York – Hyatt Times Square – um pouco impessoal, mas uma vista magnífica e quarto maravilhoso.
    Washington – Washington Plaza Hotel – confortável, agradável e me fizeram uma surpresa com um bolo no meu aniversário…
  • Qual cidade você menos gostou ou não voltaria?
    Essa é difícil. Vou falar a que menos gostei: Milão. Por conta dos perrengues que passamos para se locomover lá ou talvez porque também não me identifiquei com seu estilo.
  • Qual o pior perrengue que você passou em uma viagem?
    Foram tantos, mas o que mais senti pânico foi a greve dos táxis em Milão, chegamos e não tínhamos como chegar ao hotel, exceto por metrô que estava tumultuado. E quase perdemos o vôo de saída da cidade porque estava literalmente um caos e nenhuma empresa de transfer estava marcando horário para aqueles dias (mandariam um carro se pudessem)… Cheguei a perder o sono na última noite da cidade. Saiba mais neste post.
  • Conte uma viagem dos seus sonhos…
    Com certeza uma volta ao mundo, falta recursos, emprego que possibilite ficar tanto tempo longe e convencer a esposa a encarar uma viagem dessas – acho que estou quase lá… rsrs;
Preparando-se para mais um destino... (Foto de: Send me adrift. cc).

Preparando-se para mais um destino…Quem sabe uma volta ao mundo um dia desses…  (Foto de: Send me adrift.).

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: